Ilustração_linha do tempo2.jpg
 

2013 | Projeto piloto

Em 2013 começamos a implementação do projeto de observação entre pares multidisciplinares de professores/as do ensino básico e secundário. Este projeto surge da implementação de um modelo de observação de pares no ensino superior que foi adaptado a diferentes níveis de ensino. O projeto piloto realizado no ano letivo de 2013/2014, sob a designação de OPMUSA - Observação de Pares Multidisciplinares em Sala de Aula, envolveu um pequeno conjunto de professores/as e permitiu perceber o desenvolvimento positivo do projeto. 

 

Modelo de formação | 2014

Depois da experiência piloto do projeto, que nos permitiu confirmar o potencial da observação de pares entre docentes do ensino básico e secundário, propusemos este esquema de observação entre pares como um modelo de formação de professores/as. Em 2014, o modelo de formação, que tem por base o esquema de observação de pares do OPMUSA, foi acreditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua. Também durante este ano lectivo implementamos o projeto, agora com uma maior número de docentes.  

 

2015 | Adaptação do modelo

Enquanto projeto que apela à melhoria e ao desenvolvimento contínuo, também no âmbito do seu desenvolvimento, perspetivamos a adaptação às necessidades e a sua melhoria contínua como um elemento chave do seu processo de implementação. Assim, todos os anos, ao longo do seu desenvolvimento, fazemos uma avaliação de potenciais necessidades de melhoria. No ano de 2015, depois da implementação do projeto em fase piloto e de um ano de processo formativo com um maior número de docentes, constatamos a necessidade adaptar o projeto em alguns aspetos que foram fundamentais para ampliar o seu impacto na melhoria das práticas docentes. Neste período, algumas alterações ao modelo foram efetuadas no sentido de o tornar mais focado e mais direcionado aos aspetos que o/a observado/a pretende melhorar. 

 

Foco na avaliação das aprendizagens | 2019

Depois de alguns anos em que o processo formativo associado ao projeto foi realizado com foco na observação de pares como forma de supervisão colaborativa das práticas docentes, este foco formativo necessitou de ser alterado de acordo com as necessidades identificadas durante os processos de observação de pares realizados anteriormente. Assim, um dos aspetos mais indicado pelos/as observadores/as como aspeto menos visível nas aulas observadas era a componente de avaliação das aprendizagens. Este fator foi então integrado no modelo formativo associado ao OPMUSA, como foco das observações, de forma a aumentar a visibilidade e a reflexividade dos e sobre os processos de avaliação das aprendizagens, particularmente no que respeita à avaliação formativa dos/as alunos/as.

 

2019 | Observação por alunos

Em 2019, a partir da proposta de alguns/mas docentes que participam no OPMUSA e da vontade de alguns/mas alunos/as que estiveram em aulas observadas por pares de docentes e que gostariam, também eles/as, de observar aulas, a equipa de investigação do projeto construiu um projeto de observação de pares por alunos/as, com foco na observação das tarefas propostas e na forma como os/as alunos/as interagem com estas. Assim, durante o ano letivo de 2019/2020, foi implementado o projeto piloto de observação de pares por alunos/as. 

 

Observação à distância | 2020

O contexto de educação à distância que foi exigido aos/às professores/as devido à pandemia COVID-19, obrigou-nos a adequar também o processo formativo associado ao projeto OPMUSA. Esta adaptação da observação para um contexto à distância foi fundamental para a continuidade do projeto e também para estimular a colaboração entre docentes, num momento em que esta pode ser de fundamental importância. Apesar de não ter sido programada, esta adequação do modelo de observação para um contexto de educação à distância permitiu compreender como a observação de pares, em particular o modelo do OPMUSA, pode funcionar em contexto on-line e apoiar o trabalhar docente também neste ambiente de ensino-aprendizagem.